MUIDO.COM.BR

Jornalismo com coragem e ousadia!

O secretário especial adjunto de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, disse nesta quarta-feira (28) que já existe um consenso dentro do Ministério da Economia e a autorização do presidente Jair Bolsonaro para a antecipação das duas parcelas do 13º salário para aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Bianco, no entanto, recorda que a liberação foi adiada devido ao atraso na aprovação do PLOA (Projeto de Lei do Congresso Nacional), o que não permite a divulgação de uma data.

“Tudo caminha para que isso aconteça nos próximos dias, mas ainda precisamos ver os meses de antecipação. Muito provavelmente, será no próximo mês [maio] e no outro [junho]”, afirmou Bianco.

Antes, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a antecipação do 13º vai injetar R$ 56 bilhões na economia. A medida deve beneficiar 31 milhões de aposentados e pensionistas do INSS.

O impasse na sanção do Orçamento da União citado por Bianco travou a liberação da primeira parcela do benefício, que em 2020 começou em abril, mas agora só deve sair junto com o pagamento de maio.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

MUIDO.COM.BR